quinta-feira, 24 de março de 2016

[Resenha] Meu Coração & Outros Buracos Negros


Ficha Técnica:

Livro: Meu Coração & Outros Buracos Negros
Paginas:
Ano: 2016
Autora: Jasmine Warha

Editora: rocco
Selo: Jovens Leitores

   "Talvez todos nós tenhamos escuridão dentro de nós e alguns de nós são melhores em lidar com isso do que outros."


  O que passa na sua cabeça ao ouvir sobre depressão? Uma pessoa triste? Talvez sim, mas não só isso, há vários outros sintomas, e principalmente elas muitas vezes tem casos extremos ao ponto de quererem se matar, como é o caso dos protagonistas desse livro, mas qual o gatilho para tomar essa decisão?

  Aysel, é uma garota de 16 anos, com descendência turca, ela mora em uma cidadezinha nos Estados Unidos. Ela tinha uma vida normal, era amada por seus pais - separados -, tinha alguns amigos, e se dava bem com os seus meios irmãos, mas isso tudo mudou repentinamente há três anos, quando seu pai matou o atleta promissor da cidade.

  Desde então, Aysel, começou a perceber como as pessoas a viam diferente, como se estivesse infectada pelos genes do pai, e a qualquer minuto poderia surtar e matar alguém, igual ele. Isso tudo começou a levar ela a se trancar no seu próprio mundo de inseguranças e tristezas, até chegar o ponto de querer se matar, mas não sozinha, já que ela não tinha coragem, logo ela arrumou um parceiro em um site de suicídio.

  O parceiro seria, Roman, um garoto que não parece ter nenhum motivo "aparente" para querer se matar, ele é um ex-jogador de basquete, e parece ter vários amigos, uma vida feliz e popular, mas o que o levou a se juntar a Aysel?



  A historia segue com os encontros dos dois jovens planejando a sua morte, e, que cada dia parece mais real, só que no meio disso, os dois irão acabar descobrindo que se complementam, e trazem felicidade um ao outro, mas esse novo sentimento será o bastante para salvar eles?

   O livro é narrado em primeira pessoa por Aysel, o que nos dá uma noção de tudo o que passa pela sua cabeça, desde o momento que ela pensou no suicídio até ela começar a sentir algo novo ao lado de Roman, seria algo bom ou ruim?

  "A historia é perfeita, de um jeito leve, divertido e reflexivo. Apesar de vermos a Aysel, achando que todos não gostam dela, inclusive sua família, da para notar que é mais coisa da cabeça dela, do que real. São pequenas coisas como essa que nos fazem refletir como a depressão é, mas do que isso, nós faz dar mais valores as pessoas que estão próximas de nós, e viver nossa vida sem arrependimentos, e principalmente ajudar ao próximo."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 renata massa